Jonga Lima concorre ao Prêmio Caymmi com O Tempo Pulsa

 O show tem direção artística de Jackson Costa e será apresentado no dia 19 de abril, às 20h30, no Teatro Sesi-Rio Vermelho
 

 

A primeira vez que o cantor e compositor baiano Jonga Lima venceu o Troféu Caymmi, tinha apenas 19 anos. O ano era 1990 e sua Gang Bang foi eleita a Melhor Banda. Quase 30 anos depois, veterano dos palcos e considerado um dos produtores culturais mais ativos da Bahia, com diversos projetos em paralelo, ele concorre novamente ao rebatizado Prêmio Caymmi, dessa vez em duas categorias: Melhor Música e Melhor Show, com O tempo pulsa. O público de
Salvador poderá conhecer este trabalho no dia 19 de abril, em apresentação única, às 20h30, no Teatro Sesi-Rio Vermelho. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada).

Com direção artística do ator e poeta Jackson Costa, e as participações especiais da cantora Amora Lima
e do violonista e compositor Amadeu Alves, O tempo pulsa inaugura uma nova fase na carreira de Jonga Lima, que investe na renovação da sonoridade e em canções autorais sobre temas atuais. A apresentação é baseada no disco homônimo, o sexto da carreira do artista, atualmente em fase de gravação. O tempo pulsa também é o nome do samba-rock composto em parceria com Tito Bahiense. Trata-se de uma música com batida eletrônica e dançante, com letra bastante contemporânea.

O repertório da apresentação trará ainda Cidade da Bahia, composição de Jonga Lima com inspiração em poema de Gregório de Matos. No show, Jackson Costa fará uma participação recitando os versos do ‘Boca do Inferno’. Vale
destacar ainda Ame e dê vexame, dedicada ao escritor e dramaturgo Roberto Freire, criador da Somaterapia, e de
quem o multiartista é admirador.
Sobre
o artista:
 
Além de cantar e compor, Jonga Lima é produtor cultural e idealizador do programa Brasil Pandeiro, pela Educadora FM (107.5). Com cinco discos gravados e preparando o sexto álbum, o multiartista inspira-se em Dorival
Caymmi, Raul Seixas, Elza Soares, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Ney Matogrosso. Suas composições passeiam pelo samba brasileiro, o carnaval e a música popular. Ele também é o criador da banda Sambatrônica e do projeto
Batuquê du Zambô, este último apresentado na Argentina. Atua ainda em diversos projetos culturais de Salvador, como o Coletivo Circo Batucada, no Circo Picolino, e a Gira de Cantautores, encontro musical que acontece uma vez por mês, na Casa da Música, em Itapuã.
Sobre a premiação:
 
Homenageando a Tropicália, a segunda edição do Prêmio Caymmi de Música (antigo Troféu Caymmi) está prevista
para acontecer em julho próximo. Realizado pela Via Press Comunicação e Eventos, o Troféu Caymmi tem patrocínio da Vivo e do Governo do Estado da Bahia, através da Lei de Incentivo Estadual FazCultura, parceria da Prefeitura Municipal de Salvador e os apoios da BAND Bahia, Band News FM, TVE e Rádio Educadora.
Serviço:
 
O quê: Show O tempo pulsa, do cantor e compositor Jonga Lima
Participação: Amora Lima e Amadeu Alves
Quando: 19/04 (Quarta-Feira), às 20h30
Onde: Teatro Sesi – Rio Vermelho (Rua Borges dos Reis, 09)
Quanto: R$ 25,00 (inteira) e R$ 12,50 (meia-entrada)
Informações à Imprensa:
 
Joana Lopo – 71 9 8116-5687
Alane Virgínia – 71 9 8347-9651
Andreia Santana – 71 9 9207-3505
Fonte: Apois Comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *