Grupo da Força Jovem entrega Carta 33 a Carlos Rátis

Um grupo de representantes do movimento intitulado Força Jovem da Advocacia Baiana entregou, na noite da última quarta-feira (30.09), no auditório do edifício Salvador Trade Center, uma Carta Aberta de Ideias para a Jovem Advocacia, contendo 33 propostas de valorização da categoria, para o presidente do Instituto dos Advogados e pré-candidato à presidência da OAB-BA, Carlos Rátis. “Achamos que é Rátis quem vai executá-los da melhor maneira possível”, destacou um dos integrantes, Pedro Sales.
Segundo outro integrante do movimento, o jovem advogado Alessandro Marques, foi em 2011 que teve o primeiro contato com Carlos Rátis.“Ele estava à frente da ESAD (atual ESA-BA) e nos apoiou em diversos eventos. Mostrou que compreende a essência do empreendedorismo como atitude”, pontuou. 
É importante acompanhar a qualidade do ensino jurídico, realizar eventos, entre outros pontos”, destacou Pedro Sales. “Rátis é muito afeito ao diálogo”, completou Sales.

Carlos Rátis defendeu a necessidade de tomar providências, com energia e medidas viáveis. “Como podemos saber as demandas dos jovens se eles não estão devidamente representados? Devemos melhorar as condições da nossa profissão e essas 33 propostas podem vir a se multiplicar”, completou. Ainda segundo ele, o compromisso estava sendo atendido pelo grupo, mas também pelos proponentes, com fiscalização, trabalho diuturno, cobrança e a contribuição para o cumprimento das propostas. “Nós precisamos de vocês. Vocês não são o futuro da Advocacia, mas o presente”, acrescentou o ex-interventor do Bahia.


Dois jovens advogados de Jequié, que estiveram presentes no evento, afirmaram que se sentiam muito felizes com as propostas sugeridas. “No interior é muito mais difícil debater essas ideias com os advogados mais antigos. Vocês ganharam soldados”, afirmou Luan Bittencourt. Para Anderson Mendes, as propostas são um alento para quem está começando a advogar.
O advogado Maurício Góes e Góes afirmou que o grupo está muito além de sua própria geração. Já a professora Christiane Gurgel destacou que os advogados são os únicos profissionais que podem declamar paixão pela causa. “Eu percebo em vocês essa vontade de mudança, essa paixão”. A advogada Nildes Carvalho classificou os jovens como visionários. “Já estão pensando além do que vivemos hoje na Advocacia. Percebem que estão bem amparados por Carlos Rátis, pelo seu profissionalismo e currículo: o quanto ele construiu e vem construindo para os jovens nas universidades”.

Já o advogado Antônio Menezes, ex-vice-presidente da OAB-BA, orientou os jovens advogados a acreditarem neles mesmos e focarem na Advocacia. Ao final do evento o documento foi entregue a Carlos Rátis.  
O movimento Força Jovem da Advocacia Baiana foi formado há poucos meses para representar os anseios dos advogados que possuem até cinco anos de carteira da Ordem. 
Link do vídeo do evento:


por Cristhiane Castro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *